Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mamã Silvestre

Mãe de um lindo rapaz e agora também de uma linda princesa.

Mamã Silvestre

Mãe de um lindo rapaz e agora também de uma linda princesa.

Amêijoas à Bulhão Pato

Uma receita com sabor a mar e também muito apreciada lá por casa... são as amêijoas à bulhão pato.

 

Apesar de apreciadora, não costumo ter muita sorte quando compro marisco... já apanhei grandes barretes... mas este sábado passado vi umas amêijoas grandes e com um cheiro a mar... pareciam mesmo fresquinhas... decidi arriscar e comprar... e fiz muito bem!

 

Era para ser um petisco para o lanche, mas acabou por ser o jantar lá em casa.

 

Fizemos assim:

1 kg amêijoas brancas

1 dl de azeite

1 cebola picada

4 dentes de alho picados

sal e pimenta qb

0,5 dl de vinho branco

coentros qb

 

Uma hora antes da sua confecção mergulhamos as amêijoas em água e sal, para lhes retirar a areia.

Numa frigideira larga, levamos ao lume o azeito, com o alho e a cebola. Juntamos as amêijoas e temperamos com sal e pimenta. Deixamos cozinhar até as amêijoas abrirem. Regamos com vinho branco e deixamos cozinhar até evaporar o álcool e perto do final juntamos os coentros.

Servimos com pão (torrado ou fresco) para molhar no molho.

 

Simplesmente delicioso.

 

MS

Choquinhos com tinta

Prato típico da cozinha algarvia, os chocos fritos com tinta são um excelente prato, e para nós lá em casa uma refeição perfeita.

 

Este fim de semana, quando vi na peixaria um chocos muito pequeninos, fresquinhos e cheios de tinta, veio-me logo à memória os choquinhos que costumamos comer no Algarve, cozinhados na sua própria tinta numa panela de barro preto e cheios de sabor!

 

Decidi que estes pequenos não podiam ficar na montra... claro que tinham que vir comigo para casa! :)

 

Quando o S. chega à cozinha e me vê a arranja-los, também ele se transportou para as terras algarvias, e falou logo nos choquinhos com tinta que tanto adora... perguntando se podia ser ele a cozinha-los à maneira dele... concordei claro... e o que seria para ser uma receita de choquinhos à moda do Algarve, transformou-se na receita de choquinhos à moda do S.

 

A receita era igual à minha, a única diferença é que eu estava a pensar fazer na panela de barro preto, e ele decidiu fazer numa frigideira... mas o resultado foi igualmente bom!

 

Admito que costumo fazer a olho, mas aqui fica aproximadamente a quantidade de ingredientes que o S. usou:

 

600 gr de choquinhos frescos com tinta;

1 dl de azeite

6 dentes de alho

1 folha de louro

1 dl de vinho branco

salsa, coentros, pimenta e sal qb

(como eu não gosto de muito picante, o S. para dar um pouco mais de sabor, acrescentou um bocadinho de gengibre ralado)

 

Preparação:

Lavei bem os choquinhos e limpei-os com cuidado para não desperdiçar a tinta, reservei-os.

Na frigideira (pode ser também na panela de barro =P) o S. deitou o azeite com o alho e deixou refogar um bocadinho, juntou os choquinhos, a folha de louro e quando começaram a fritar juntou o vinho, o sal, o gengibre e a pimenta.

Tampou a frigideira e deixou cozinhar até ficarem bem tenros, perto do final junto a salsa e os coentros bem picadinhos.

 

Resultado final... uns choquinhos muito tenrinhos de comer e chorar por mais... bem à moda do S.

 

MS

 

 

Empadas de Galinha

empadas.jpg

As Empadas são na minha opinião um produto muito versátil, excelente como entrada, mas também como parte de refeição principal, ou de um lanche. Gosto sempre de ter algumas congeladas para qualquer eventualidade.

 

É também uma excelente maneira de aproveitar restos de frango, ou de outras carnes.

 

Aqui está a receita que uso que dá para cerca de 9/10 empadas, quando quero maior quantidade faço o dobro da receita.

 

Para a massa

Num tacho deito 1 chávena de água, 1 colher de sopa de manteiga, e 1 pitada de sal. Quando começar a ferver retiro o tacho e junto de uma só vez 1 chávena de farinha com fermento (uso farinha Branca de Neve). Mexo muito bem e levo novamente ao lume até que a massa se transforme numa bola.

Deixo arrefecer para depois trabalhar com o rolo da massa e forrar as formas.

 

Para o recheio:

Faço um refogado com 1 cebola, finamente picada, e 2 colheres de azeite, pico 50 gramas de bacon 300 gramas de frango (previamente limpo de ossos e peles, uso frango cozido na altura só com sal ou restos que tenham ficado de outra refeição) e junto ao refogado que continuo a mexer por mais 2 minutos. Acrescento 2 colheres de sopa de farinha, e leite até ficar com uma consistência espessa, mas cremosa (quando cozinho o frango substituo o leite por caldo do frango). Tempero a gosto com sal, pimenta e noz moscada e junto no final um raminho de salsa bem picada.

 

Montagem:

Polvilho a bancada com farinha e estendo a massa com um rolo.

Corto uma rodela larga e forro uma forminha untada com manteiga (a massa deve ficar espalhada por igual).

Coloco o recheio e tapo com uma rodela de massa mais pequena, uno as pontas das rodelas e pincelo com ovo batido.

Repito o processo até acabar os ingredientes e levo ao forno pré-aquecido nos 180º durante cerca de 30 minutos.

 

Dica: Costumo levar todas as empadas ao forno e depois de frias, desenformo-as e congelo, mas também podem ser congeladas (dentro das formas) e levar ao forno só quando se querem servir.

 

Até breve,

MS

Arroz "frito" à minha maneira :)

Este arroz fica soltinho e é um óptimo acompanhamento...

Há muitas receitas mas eu faço assim:

 

Num tacho deito 3 colheres de azeite, 1 chávena de arroz, 1 dente de alho picado. 

Ligo o fogão e mexo sem parar até todo o arroz estar envolvido no azeite, logo de seguida junto 2 chávenas de água a ferver, tampo o tacho e deixo cozinhar em lume brando até toda a água evaporar (cerca de 8 minutos);

Quando a água evaporar desliga-se o fogão e deixa-se ficar até servir;

Antes de servir costumo envolve-lo bem, para que fique soltinho.

 

É tão bom!!!

Vitela com molho de soja

Este prato é simples, rápido e delicioso...

klpllllllllllll.jpg

500 gr de vitela para estufar;

1 cebola;

2 dentes de alho,

0,5 dl colheres de sopa de azeite,

1 dl de vinho branco,

100 gr bacon (opcional),

200 gr de cogumelos inteiros (lata ou frescos),

3 colheres de sopa de molho de soja,

1 pacote natas (opcional),

1 raminho salsa,

sal qb,

pimenta qb,

noz moscada qb.

 

Corta-se a carne de vitela aos cubos pequenos, tempera-se com sal e reserva-se;

Pica-se a cebola e os dentes de alho, e num tacho deixamos alourar com o azeite;

Quando a cebola começar a ficar translúcida juntamos a carne;

Depois da carne começar a ganhar cor, regamos com o vinho branco e deixamos ficar por mais uns minutos;

Juntamos o bacon aos cubinhos (desde que o R. come connosco que abdico deste ingrediente) e os cogumelos inteiros (preferencialmente utilizo os frescos, mas os de lata também são bons) deixando continuar a cozer;

Temperamos com a noz moscada, a pimenta e o molho de soja;

Perto do final da cozedura, e se quisermos dar um aspecto mais aveludado ao molho, pode juntar um pacote de natas (mais um ingrediente que abdiquei devido ao R.);

Para finalizar polvilha-se com salsa picada e rectificam-se os temperos.

Costumo acompanhar com arroz "frito" e salada. 

 

Hoje é dia do chocolate

Hoje em dia tudo se assinala e comemora, e há dias para todos os gostos. O dia de hoje é dos mais doces que pode haver ou não fosse o dia mundial do chocolate!

 

Adoro chocolate... e adoro tudo o que tenha chocolate!!! 

 

Como se assinala hoje este dia tão saboroso vou deixar uma receita que tenho, adoro e que só podia estar carregadinha de chocolate.

 

A receita foi dada à minha mãe e é o melhor bolo de chocolate do mundo.

 

Bolo:

5 ovos

1 Tablete de chocolate de culinária

200 gr de açúcar em pó

200 gr de margarina a temperatura ambiente

70 gr de farinha

½ colher de café de fermento em pó

 

Calda de chocolate:

1 Tablete de chocolate de culinária

1 pacote de natas

 

Modo de preparação:

Derrete-se uma tablete de chocolate em banho maria juntamente com a margarina, juntam-se as gemas dos ovos, o açúcar em pó, a farinha e o fermento e por fim incorporam-se as claras que foram batidas em castelo.

Vai a cozer a 180º (cerca de 20 minutos, pois o bolo não deve ficar muito cozido).

Depois de cozido desenforma-se para o prato onde vai servir e pica-se por inteiro com um palito, para finalizar cobre-se com uma calda feita com uma tablete de chocolate e um pacote de natas.

Depois é só arrefecer é disfrutar!!!

 

Até breve!

Bacalhau à Brás...desconstruido

O jantar de ontem à noite partiu de uma ideia que tinha visto numa fotografia... como tinha bacalhau cozido acabei por fazer uma receita "aldrabada" de bacalhau a Brás.

 

Ficou saboroso e serviu para aproveitar um restinho de bacalhau que tinha ficado do dia anterior, e caso não fosse assim acabaria por ter um fim triste.

456.jpg

Refoguei uma cebola com dois dentes de alho e azeite, no fim juntei o bacalhau e azeitonas partidas às rodelas, temperei com sal e pimenta e deixei estar por 2 minutos.

 

Deitei no fundo de um prato a cebolada com o bacalhau, por cima batatas palha (usei umas extrafinas e super estaladiças) e terminei com um ovo estrelado a cavalo!

 

Foi uma refeição simples e económica, pois deu para reaproveitar o que havia lá por casa!

 

Até já,

Puré de Brócolos...simples e saboroso

Em minha casa é habitual comermos os brócolos cozidos ao vapor e a acompanhar um belo prato de carne ou peixe. O R. adora... ao contrário de muitas crianças... que sorte para mim e para ele!

 

Ontem, e para variar um pouco, decidi experimentar em puré... admito que já fiz purés de muitas maneiras e feitios mas com brócolos foi a primeira vez!

 

Cozinhei os brócolos ao vapor, como costumo fazer, depois de cozidos e num tachinho juntei-lhes dois dentes de alho e azeite e deixei estar um bocadinho a ganhar sabor. Finalizei com um pouco de leite (para atingir uma textura cremosa), temperei com uma pitada de sal, de pimenta e de noz moscada e triturei tudo!

 

Resultado final o puré ficou muito bom... o R. é que achou estranho quando lhe disse para comer os brócolos e ele só via puré... :)

 

brocolis.jpg

As vantagens deste alimento são muitas, com muito poucas calorias e muito cálcio, entre outras coisas boas, dizem os especialistas que são anti-cancerígenos; anti-histamínicos, previnem as artrites e as doenças cardíacas e são excelentes para os olhos! 

 

A sua ingestão é aconselhada a mulheres grávidas ajudando no bom desenvolvimento do feto.

 

Apesar de não ser um alimento que desperte muitas paixões façam um esforço e comam brócolos... o vosso corpo agradece :)

 

Até já!

 

 

 

 

Boleima de Maçã

 

Uma outra receita que eu e o R. fizemos no passado fim de semana foi a boleima de maçã.

 

Esta receita é óptima para quando temos em casa muita maçã e não as queremos deixar estragar. É um bolo óptimo para servir como sobremesa, mas também é excelente para um pequeno-almoço, lanche ou ceia, é pouco doce e deixa a casa com um cheiro maravilhoso.

 

Este é também um bolo que me traz muitas recordações, era uma receita que a minha mãe fazia muitas vezes para que eu, quando chegava a casa depois de um dia de faculdade e trabalho, pudesse ter um miminho reconfortante antes de me ir deitar.

 

Ainda não tinha a receita no meu caderninho e acabei por ligar à minha mãe, aqui fica o modo de preparação:

 

Amassar bem, até formar uma bola, cerca de meio quilo de farinha (pode ter que juntar um pouco mais de farinha) com uma colher de chá de fermento em pó, 3,5 dl de óleo, 3,5 dl de leite e uma pitada de sal. Deve amassar até formar uma bola e dividir a massa ao meio;

P1030589.JPG

Verta sobre um tabuleiro (alto) a metade da massa e polvilhe com canela e açúcar, depois coloque sobre a massa as maçãs (está parte é ideal para envolverem a criançada) que devem estar finamente fatiadas e polvilhe novamente com canela e açúcar;

 

P1030590.JPG

 

Finalize com a restante massa e polvilhe pela última vez com o açúcar e a canela! Corte aos quadrados a massa e leve ao forno que deve estar pré aquecido a 180º.

 

P1030594.JPG

 

A massa cresce um pouco e deve ficar por fora douradinha e crocante, por dentro fica humida devido à maçã!

 

P1030602.JPG

 

 Espero que gostem!

 

Até já,

 

Pão de leite Rústico

Este fim de semana lá para os nossos lados a chuva foi mesmo muita, e para um miúdo pequeno estar fechado em casa todo o dia é aborrecimento na certa.

 

Então pensei... já que não dá para passear... dá para cozinhar:)... então lá deitei as mãos à massa e com a ajuda do R., que adora ajudar-me na cozinha, fizemos algumas das nossas receitas preferidas.

 

Começamos por fazer uns pães de leite rústicos... pois ele anda sempre a falar deles! Como podem ver ficam com uma imagem meio rústica (dai o nome) mas muito fofinhos e saborosos.

 

P1030605.JPG

Se quiserem experimentar é só fazer assim:

 

Numa taça envolver bem (eu até costumo colocar tudo na liquidificadora) 100 ml de leite, 50 ml de óleo e um ovo;

 

Juntar a mistura liquida numa taça que já tenha 2 chávenas de chá de farinha, 4 colheres de sopa de açúcar, uma pitada de sal e +/- 10 gramas de fermento (eu gosto de fazer com fermento seco do padeiro);

 

Amassar bem até ficar uma massa lisa e homogénea (pode ser necessário juntar um pouco mais de farinha);

 

Cobrir esta massa e deixar descansar cerca de uma hora e meia (dica: para acelerar este processo costumo colocar a taça em cima de um recipiente com água quente);

 

Depois de fermmentada, dividimos a massa em várias porções fazendo pãezinhos redondos ou compridos (desta vez fiz 5 pães de leite grandes...mas já tenho feito 8/9 porções) e colocamos os pãezinhos num tabuleiro a descansar por mais uns 30/40 minutos;

 

Antes de ir ao forno pode pincelar com gema de ovo e colocar uma pitadinha de açúcar em cima de cada um;

 

Levar o tabuleiro ao forno pré aquecido a 180º e deixar assar até que estejam douradinhos.

 

Espero que gostem tanto como o R. :)

 

Até já.

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Direitos de Autor

Algumas imagens utilizadas no Blog não são da minha autoria e podem não estar devidamente identificadas. Caso alguma esteja protegida por copyright, agradeço que me contactem, para que tome as devidas providências. Obrigada!!! mamasilvestre@sapo.pt

Calendário

Dezembro 2018

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.